Instagram

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Razão e sensibilidade: a arte de pensar e sentir

"Esse assunto é muito pertinente dentro da chamada "Era do Conhecimento", que tem como características a grande competitividade e a relação do conhecimento com a competência necessária para participar do jogo. E é justamente nesse cenário que começamos a encontrar as respostas para essa questão. A explicação, que vem da psicologia, diz que não somos capazes de absorver conhecimento mas sim de construí-lo. Em outras palavras, conhecimento não se transfere - se constrói. Então vem a pergunta infalível: como se faz isso?
A equação é simples: conhecimento = informação + sentido + afeto. Ou seja, só conseguiremos construir conhecimento se percebermos o sentido da informação e conseguirmos criar com ela algum tipo de ligação afetiva. Opa, razão e sensibilidade reunidas com um propósito comum. E o mesmo acontece no trabalho, pois a pessoa trabalha melhor pelo mesmo motivo, associando sua atividade com a percepção do valor do mesmo (sentido) e a criação de uma ligação emocional (afeto)." Camila Oliveira


Leia mais: http://obviousmag.org/archives/2010/02/razao_sensibilidade_arte_de_pensar_sentir.html#ixzz0fzyQjOlA

Como educadora, ao ler este artigo, logo fiz ligação com o processo da aprendizagem e pensei como seriam diferentes as nossas escolas, se pelo menos, a metade dos professores percebessem o quanto o emocional esta ligado com o processo ensino aprendizagem.
Esta equação diz tudo: conhecimento = informação + sentido + afeto
Amigos educadores, se colocarem esta equação como norteadora de seu trabalho com certeza nossas crianças serão mais felizes, mais capazes, mais, mais e mais.
Aproveitando, não deixem de assistir o filme  Razão e Sensibilidade

sinopse:
Em virtude da morte do marido, uma viúva e as três filhas passam a enfrentar dificuldades financeiras, pois praticamente toda a herança foi para um filho do primeiro casamento, que ignora a promessa feita no leito de morte de seu pai que ampararia as meias-irmãs. Neste contexto, enquanto uma irmã prática (Emma Thompson), usando a razão como principal forma de conduzir as situações, a outra (Kate Winslet) se mostra emotiva, sem se reprimir nunca com uma sensibilidade flor da pele.

Um comentário:

  1. Ótimo artigo! A chamada esta no blog do Sandoval, ok? Abraço, Joyce.

    ResponderExcluir

Seu comentário me faz feliz!